Atendimento de excelência – Você precisa ser assim.
16 de dezembro de 2017
marketing para enfrentar a concorrência
Marketing para enfrentar a concorrência
19 de dezembro de 2017
Exibir tudo

Como o Bitcoin está mudando os negócios. Você sabe?

Como o Bitcoin está mudando os negócios

Como o Bitcoin está mudando os negócios.

Como o Bitcoin está mudando os negócios? Saber isso é vital para seus negócios. Você precisa se preparar e saber como isso funciona detalhadamente. A história de moeda digital que está em evidência no momento, não é coisa de agora. Desde o surgimento da Internet os estudos sobre esse tema já existem. Veja a seguir informações imperdíveis sobre esse tema:

De acordo com Por Gustavo Grossi, do site marketing de conteudo.com, em 1998 um criptógrafo chinês chamado Wei Dai publicou o primeiro projeto de um sistema de dinheiro descentralizado totalmente computacional chamado b-money. Posteriormente, um também criptógrafo chamado Nick Szabo publicou um artigo com a ideia de um sistema chamado bitgold, com propostas e ideias que claramente influenciaram a arquitetura do Bitcoin.

Até que, em 2009, foi publicado por Satoshi Nakamoto um whitepaper com o código do Bitcoin. Rapidamente algumas pessoas da comunidade se interessaram e passaram a incentivar o desenvolvimento do projeto.

A ideia pegou 

Desde então, o Bitcoin é um sistema que funciona organicamente, de maneira descentralizada, por todo o mundo.

Não há uma empresa, governo ou entidade responsável pelo seu funcionamento, qualquer pessoa independentemente de nação, credo ou etnia tem acesso livre para comprar, vender, minerar bitcoins ou mesmo propor mudanças ao sistema.

O que é Bitcoin

O Bitcoin é um sistema ponto a ponto (P2P ou peer-to-peer) de dinheiro eletrônico. Para transferir dinheiro de uma pessoa para outra, uma transação bancária comum precisa ser processada pelos computadores de um banco e até mesmo do Banco Central. Ou seja, quando a pessoa A transfere dinheiro para a pessoa C, existe um intermediário B, o banco,  que processa e registra essa troca. Quando a pessoa A deposita dinheiro na própria conta, o agente B também é responsável por guardar, processar e registrar esse depósito. Então, como o Bitcoin está mudando os negócios nesse caso?

No caso do Bitcoin, essa troca envolve apenas duas partes, um remetente e um recebedor, que assinam uma transação. Após a assinatura, tudo isso é codificado e enviado para um grande registro público de todas as transações: a Blockchain.

O sistema também permite que pessoas comuns forneçam poder processamento de dados à rede utilizando computadores chamados mineradores de dados. Não existe computador central, o sistema é distribuído dessa forma.

Esse processo parece muito simples, não? Aparentemente, tão simples que pode não fazer diferença alguma. De fato, não haveria a necessidade de existir o Bitcoin se, em transações bancárias, não houvessem erros de registro, fraudes, cobranças indevidas etc.

Em âmbito particular, muita gente se preocupa com a própria privacidade bancária, espionagem e cobranças injustas. Afinal, historicamente, as decisões das instituições podem falhar, gerando imprevisibilidade no mercado, inflação e até quebra-quebra.

Como o Bitcoin está mudando os negócios resolvendo problemas?

Com bilhões, talvez trilhões de transações diárias acontecendo na Terra, muitas fraudes, roubos e erros podem ocorrer.

No caso do Bitcoin, o envio de dinheiro de um ponto a outro não passa por um terceiro agente.  As transações, tanto de recebimento quanto de envio de dinheiro, são armazenadas no próprio computador dos envolvidos através de um software de carteira.

Dessa forma, também não existe o risco de seu dinheiro ser manipulado por alguém enquanto você não o está utilizando. Afinal, tudo fica sob sua custódia, dentro do HD do seu computador!

Além disso, em vários países, incluindo o Brasil, o valor do dinheiro (papel moeda) em circulação tende a diminuir, fruto de falhas do sistema e das pessoas. Finalmente, utilizando moedas digitais como os bitcoins, a taxa de emissão de novas moedas é programada e altamente previsível, eliminando consideravelmente os riscos de inflação.

Ou seja, todo o mercado já estima com precisão a taxa com que mais bitcoins entrarão em circulação até 2140! Logo, com esse mecanismo você nunca será pego de surpresa ao fazer compras e ver que o seu dinheiro não anda valendo muito.

Fato é que a descentralização dos negócios que ele proporciona é que desperta a atenção de profissionais de marketing do mundo todo. E isso também inclui grandes empresas, como Microsoft, Nasdaq, Oracle e muitas outras.

O que é Blockchain e Criptomoeda?

Em outro artigo no site hackers.rockcontent.com , Gustavo Grossi dá mais detalhes sobre o sistema de moedas digitais.

Criptomoedas, como o Bitcoin, são ativos totalmente digitais  que não existem fora de internet e que têm várias funcionalidades. Esses ativos têm um comportamento muito semelhante ao do dinheiro em termos econômicos, mas podem ir muito além. Basicamente, uma criptomoeda possui um protocolo que funciona da seguinte forma:

Dinheiro digital P2P:

criptomoedas são aceitas como meio de troca, possuem um valor de compra e venda e servem como unidade de contagem. Mas ao invés de ser  gerido por instituições como bancos e autoridades reguladoras, as transações são feitas de pessoa para pessoa, sem um intermediário.

Descentralizado:

Para fazer esse sistema P2P funcionar, é preciso uma rede distribuída, sustentada por milhões de usuários ao redor do mundo que são remunerados em troca do processamento de todos esses dados. Esses usuários são chamados de mineradores.

Taxa de emissão programada:

A emissão de novas criptomoedas é estabelecida em seu protocolo. Logo, sua taxa de entrada no mercado é totalmente previsível e isso funciona como um ótimo escudo contra a inflação.

Registros abertos criptografados (Blockchain):

Toda criptomoeda possui uma blockchain, que representa o histórico de todas as transações. Esse “livro de registros” é totalmente aberto e todas as pessoas podem acessá-lo, desde o início. No entanto, todas as transações são criptografadas, e só é possível obter detalhes sobre aquelas que são realizadas por você, por meio de um mecanismo de chave e fechadura.

Quais criptomoedas são mais utilizadas no Growth das empresas hoje?

Duas delas detêm a maior fatia do mercado, também têm as comunidades mais ativas, propondo inovações e dando feedbacks valiosos. Conheça-as:

Bitcoin

  • Market cap de US$27 bilhões.
  • Em funcionamento desde 2009 sem hacks no protocolo.
  • Utilizado como meio de trocas e ativo de investimento.
  • Protocolo majoritariamente em C++.

Ethereum

  • Market cap de US$8 bilhões.
  • Governança um pouco mais centralizada.
  • Utilizado para contratos inteligentes.
  • Protocolo em C++, Go e Rust.

 Como tudo isso se transforma em Marketing?

Gustavo Grossi descreve 7 formas que as empresas estão usando criptomoedas e Blockchain para fazer seus negócios crescerem:

1 – Softwares, integrações e APIs

Hoje, é possível criar suas próprias aplicações nas redes do Bitcoin e do Ethereum usando as principais linguagens de programação do mercado. Ambas as criptomoedas possuem APIs em JavaScript, Python, Ruby, PHP, C#, C++, entre outras. Com essa variedade tão grande, criar um produto ou sistema de gestão com esteroides usando dinheiro digital é absolutamente viável. Se estamos falando de integração e APIs, isso se torna um curinga para qualquer tipo de aplicação. Você não precisa se limitar a criar algo na área de finanças, tipo um processador de pagamento ou um software de carteira.

Essas integrações são aplicáveis em eCommerces, blogs, publicidade, games, entre outros. Veja algumas APIs interessantes:

  • info
  • io
  • Coinbase
  • Bitpay
  • io

 

2 – Gestão de conversões, contratos, autenticação e registro

Uma blockchain serve para armazenar registros de transações (pagamentos e recebimentos) de maneira privativa e segura, certo?

Porém, além disso, mais do que simples dados de transações podem ser armazenados ali. No caso da Rede Bitcoin, por exemplo, é possível enviar para a Blockchain mensagens e arquivos como imagens, áudio e texto. Ou seja, é uma maneira inteligente e barata de armazenar dados seguramente na nuvem.

Com o poder das blockchains, as empresas estão criando sistemas de autenticação, registros e assinaturas na web.  Agora, imagine que além de somente armazenar arquivos e dados, você possa criar um software que interaja com a Blockchain. Muito além de subir alguns arquivos para a rede, você pode programar todo o funcionamento de um sistema e integrá-lo ao regime de pagamentos com criptomoedas.

Nesse caso, a Rede Ethereum é a mais especializada. A sua blockchain, além de armazenar registros, permite a criação de rotinas de código que vão gerenciar o funcionamento desses dados.

Assim, é possível aplicar a ela uma lógica de cláusulas contratuais no formato de código. Esse código também programa o regime de pagamentos envolvido no contrato, é claro, usando ethereum como moeda. Tudo isso conforme o desejo das partes envolvidas, que assinam digitalmente esse acordo . São os Smart Contracts.

Mas isso é só no exterior

Errado: Como o Bitcoin está mudando os negócios somente no exterior? O mundo todo está nesse processo.

Já existe um serviço brasileiro de autenticação e registro na blockchain, o OriginalMy.

E uma dezena de serviços internacionais:

  • io,
  • GuardTime e
  • BitNation, são alguns deles.

3 – Venture Capital, governança e tomada de decisão

Esse é um dos segmentos mais interessantes dos negócios com criptomoedas, com um enorme potencial inexplorado.

Hoje, usando essa tecnologia, é possível vender uma parte da sua empresa em troca de tokens de moedas digitais, como se fossem ações. Ou seja, você cria uma oferta inicial cujos tokens são indexados a uma criptomoeda específica, como o Bitcoin ou o Ethereum.

As empresas, podem, inclusive, programar smart contracts que gerenciam e garantem o bom funcionamento desse fluxo de capital. Dessa forma, pode-se até mesmo determinar o poder de decisão dos acionistas na governança da empresa nesses contratos, basta comprar os tokens.

Imagine quantos custos isso pode reduzir para empresas que querem abrir o próprio capital. Além de ser uma forma segura e barata de descentralizar as decisões, possibilitando uma democracia de 51% em modelos de negócios privados e públicos.

Paralelamente, quando alguma empresa lançar a própria criptomoeda, esse processo de arrecadação é chamado de ICO( Initial Coin Offering) tal qual os IPOs em bolsas de valores.

Mas ainda há muita insegurança sobre como esses mercados vão se comportar no futuro, existem ainda mais soluções. Uma delas é fazer testes com pessoas reais através de apostas no mercado futuro (prediction markets) usando criptomoedas como o Augur.

4 – Produção de Conteúdo e E-mail Marketing

Serviços de e-mail já podem ser utilizados de maneira descentralizada e encriptada. Soluções como o Lemon.email e empresas como a CoinPoint estão prontas para integrar a sua nutrição de leads à Blockchain.

Blogs e criação de conteúdo também podem ser automatizados e descentralizados, funcionando autonomamente. Um excelente exemplo é a Backfeed Magazine, onde posts podem ser enviados e remunerados em bitcoins pelos leitores, selecionando organicamente os melhores conteúdos.

E também tem espaço nesse mercado para a contratação de freelancers. Do design à redação e ao desenvolvimento web. Freelancers podem emitir boletos bancários e ordens de pagamento, convertendo automaticamente esse pagamento em bitcoins usando o BitWage.

 5 – ECommerce

Se você é um vendedor ou comprador assíduo pela web, saiba que diversas lojas oferecem descontos para pagamentos usando bitcoins ou outras criptomoedas. Afinal, taxas de transação de criptomoedas são muito mais baratas do que fees de cartão de crédito e débito. Assim, vendedores podem embolsar essa diferença de custo ou oferecer descontos para os clientes que pagam com com Bitcoin, por exemplo.

Praticamente todos os CMSs e plataformas de eCommerce possuem integrações com pagamentos em criptomoedas. Já existem add-ons e plugins  gratuitos para WordPress, WooCommerce, Shopify, Magento, entre outros.

6 – Marketing de Afiliados

Várias empresas vão querer te pagar por referrals (banners, blog posts, tweets, posts no facebook ou qualquer outro tipo de link). Assim, toda vez que, vindo de um referral link no seu blog, um usuário gastar dinheiro, você é remunerado em bitcoins.

E, se você quer criar um negócio totalmente integrado com criptomoedas, é mais fácil ainda. Veja algumas empresas que estão dispostas a te pagar por referrals em criptomoeda:

  • Local Bitcoins,
  • CoinBase,
  • CoinMama,
  • io,
  • CoinAd,
  • Paxful, entre outros.

7 – Pay-per-click e pay-per-read

O pay-per-read nunca foi algo muito aceito na blogosfera. Afinal, conteúdos web são corriqueiros e a maioria das pessoas não espera mais do que um formulário de conversão para acessar um material. Contudo, o foco aqui não é a geração de renda, mas proteger o seu blog de ataques de Denial Of Service por força bruta. Quer dizer que além de saber como o Bitcoin está mudando os negócios ainda posso ter meu conteúdo protegido por ele? Isso mesmo.

A coisa funciona mais ou menos da seguinte forma: criptomoedas são divisíveis em frações tão pequenas que valem menos de um centavo. Em outras palavras, visitante nenhum vai se importar em pagar essa quantia para acessar um conteúdo seguro.

Contudo, se bots andam visitando o seu blog milhões de vezes sucessivas, essa conta vai ficar muito alta, protegendo o seu domínio desse tipo de ataque. Por fim, no caso do pay-per-click, são os tradicionais anúncios pagos, porém com moedas digitais.

Como se define o valor do Bitcoin?

De acordo com a revista Exame, o valor da bitcoin segue as regras de mercado, ou seja, quanto maior a demanda, maior a cotação. Historicamente, a moeda virtual apresenta alta volatilidade. Em 2014, sofreu uma forte desvalorização, mas retomou sua popularidade nos anos seguintes. Neste ano, o interesse pela bitcoin explodiu. No dia 1° de janeiro, a moeda era negociada a pouco mais de mil dólares. No início de dezembro, já valia mais de 10 mil dólares. Só por esses dados já da para você perceber como o Bitcoin está mudando os negócios. 

A tendência

Os entusiastas da moeda dizem que o movimento de alta deve continuar com o interesse de novos adeptos e a maior aceitação. Críticos afirmam que a moeda vive uma bolha, semelhante à Bolha das Tulipas, do século XVII que estaria prestes a estourar. O que você precisa é estar antenado com as informações de como o Bitcoin está mudando os negócios, e identificar qual é a tendência mais eminente. Assim, você consegue se preparar e aproveitar qualquer que seja a tendência.

 

Para seu enriquecimento:

Clique aqui e aprenda mais com e-books incríveis para te ajudar a:

  • Vender mais.
  • Ganhar mais dinheiro.
  • Ter sucesso.
  • Ser uma mulher mais segura e poderosa.

Conheça também nossas palestras: Clique aqui.

como o bitcoin está mudando os negócios

 

Ademir Rosa
Ademir Rosa
Palestrante, Professor Universitário, Treinador, Autor e principalmente GENTE. Especialista em Marketing e Mestre em Sustentabilidade Sócio Ambiental. Empreteco e possui as formações GOLD e TOP pelo Instituto Marcelo Ortega sendo habilitado a formar profissionais de Vendas com a metodologia SUCESSO EM VENDAS. Participante do Seminário Negócios de Palestras/2015 com Roberto Shinyashiki. Experiência de mais de 40 Anos em Vendas e Relacionamento com excelente habilidade de Liderança. Lidera hoje 1.700 pessoas como Secretário de Administração e Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Frutal-MG, onde recebeu a medalha Tiradentes como Secretário Destaque entre os estados de Minas gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Homenageado por 11 anos pelos alunos do Curso de Administração da Universidade do Estado de Minas Gerais. Palestrante com ótimo conteúdo nos temas de Vendas, Liderança, Sucesso e Motivação para Mudanças. CONTRATE JÁ OU ADQUIRA NOSSO CONTEÚDO

1 Comentário

  1. […] Clique aqui e leia meu artigo: Como o Bitcoin está mudando os negócios. Você sabe? […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *